Disney sobe para mais de $100 ingresso do Magic Kingdom

0
1375

Desde o domingo (22) ficou mais caro visitar o mais icônico parque da empresa na Flórida; ingresso foi a $105

DA REDAÇÃO (com AFP) – Visitar o Mickey e a Minnie agora ficou mais caro. Desde o domingo (22), a Walt Disney Co. aumentou o preço dos ingressos para visitar a Disneylândia, a Disney World e o restante de seus parques temáticos nos EUA.

Uma entrada para passar o dia na Disneylândia da Califórnia, que antes custava $96 (cerca de R$ 276), agora custa $99 (cerca de R$ 285) para visitantes a partir de 10 anos de idade, afirmou a companhia. Já crianças de 3 a 9 anos agora agora pagam $93 (R$ 268) nesse parque – antes era $90 (R$ 259).

No Magic Kingdom, da Walt Disney World, na Flórida, o preço do ingresso de pessoas com 10 anos ou mais subiu de $99 (R$ 285) para $105 (R$ 302). Para crianças entre 3 e 9 anos, o valor é de $99 (R$ 285), e não mais de $93 (R$ 268).

Em outros parques da companhia na Flórida, como o Epcot, o Hollywood Studios e o Animal Kingdom, a entrada também subiu, de $94 (R$ 271) para $97 (R$ 279).

A Disney tem registrado forte crescimento na visitação aos seus parques temáticos. No quadrimestre finalizado em 27 de dezembro do ano passado, o lucro do segmento cresceu 9% para $3,9 bilhões e a visitação aos parques da Califórnia e da Flórida foi recorde, subindo 7%.

A Disney aumenta os preços dos ingressos dos parques americanos anualmente, afirma Suzi Brown, uma porta-voz da Disneylândia. “Nós adicionamos novas experiências continuamente, e muitos dos nossos visitantes escolhem ingressos para vários dias ou passes anuais, que permite fazer uma grande economia”, afirmou.

O surto de sarampo ligado ao parque da Califórnia também não causou impacto negativo nos números, segundo a empresa. No início do mês, o CEO Bob Iger disse em entrevista à CNBC que não houve impacto perceptível no público ou nas reservas desde que o problema foi revelado, no mês passado.

Mais de 70 pessoas na Califórnia, incluindo seis funcionários da Disneylândia, e mais duas dezenas de pessoas em seis estados, no México e no Canadá ficaram doentes nesse surto.