‘Divã’ é o grande vencedor do 13º Festival de Cinema Brasileiro de Miami

0
617

Filme com Lília Cabral e Cauã Reymond (foto) fatura sete prêmios, inclusive o de melhor filme pelo júri e pelo público

Uma divertida e emotiva história, que aborda a vida de uma mulher de 40 anos e suas escolhas na vida, foi o grande vencedor da 13ª edição do Festival de Cinema Brasileiro de Miami. A comédia ‘Divã’, de José Alvarenga Jr., baseada no livro homônimo de Martha Medeiros e estrelada por Lília Cabral, ganhou em sete categorias, inclusive a de melhor filme pela crítica e pelo público. A cerimônia de encerramento da mostra foi no sábado, no Colony Theatre (South Beach), com casa lotada.

O resultado expressivo já era esperado: o filme ‘Divã’ foi apluadido de pé ao ser exibido durante a semana, com a presença de Lília Cabral na platéia. A atriz também foi agraciada com a ‘Lente de Cristal de Melhor Atriz’.

O prêmio de Melhor Documentário foi entregue ao diretor Paulo Henrique Fontenelle pelo longa ‘Lóki – Arnaldo Baptista’, sobre a vida do músico fundador dos Mutantes, ainda inédito no Brasil. Já o melhor curta foi ‘Sildenafil’, de Clovis Mello. O presidente do júri foi o cineasta Bruno Barreto, homenageado também com uma mostra paralela de seus filmes e com a ‘Lente de Cristal’ pelo conjunto de sua obra.
As três responsáveis pelo festival – Claudia Dutra, Adriana Dutra e Viviane Spinelli, da Inffinito – estavam com a sensação, mais uma vez, de dever cumprido. A mostra exibiu, durante oito dias (5 a 13 de junho), mais de 40 filmes. A de 2009 foi a 13ª edição, já que o festival acontece ininterruptamente desde 1997. O sucesso do evento de Miami originou a criação do Circuito Inffinito de Festivais, que hoje conta com eventos em Buenos Aires, Madri, Roma, Nova York, Vancouver e Barcelona, além do Cine Fest Brasil-Canudos, na Bahia. Este ano, elas estarão também, pela primeira vez, nas cidades do Cairo, Londres e Istambul.

O Cônsul Geral do Brasil em Miami, embaixador Luiz Araújo Castro, também prestigiou a festa de encerramento e destacou a importância de mostras como essa: “Eventos assim nos deixam orgulhosos do cinema brasileiro”, disse.

“O Circuito Inffinito de Festivais é vital para a saúde do cinema brasileiro”, acrescentou Bruno Barreto. A seguir, os vencedores do festival:

Lentes de Cristal – Miami 2009:

Longas-metragens
Melhor Filme – Divã, de José Alvarenga Jr.
Melhor Documentário – Loki, Arnaldo Baptista, de Paulo Henrique Fontenelle
Melhor Filme Júri Popular – Divã, de José Alvarenga Jr.
Melhor Diretor – João Alvarenga Jr. (Divã)
Melhor Ator – Cauã Reymond e João Miguel (Se Nada Mais Der Certo)
Melhor Atriz – Lilia Cabral (Divã)
Roteiro – Claudio Marcelo Saback (Divã)
Fotografia – Lula Carvalho (Feliz Natal)
Direção de Arte – Claudio Domingo (Divã)
Montagem – Diana Vasconcellos (Divã)
Som Direto – Favela On Blast, de Leandro HBL e Wesley Pentz
Edição de Som – Favela On Blast, de Leandro HBL e Wesley Pentz

Curtas-metragens
Melhor Filme – Sildenafil, de Clovis Mello
Melhor Filme Júri Popular – Sildenafil, de Clovis Mello
Diretor – Clovis Mello (Sildenafil)
Direção de Arte – Daniel Bruson (Dossiê Rê Bordosa)
Fotografia – Rodrigo Monte (Domingo de Páscoa)
Roteiro – Clovis Mello (Sildenafil)
Prêmio Aquisição do Canal Brasil – Sildenafil, de Clovis Mello