Dolphins Corner

0
566

Demitir Sparano não resolve o problema

Quando Jimmy Johnson disse o que seria preciso para o Miami Dolphins voltar a ser uma equipe ganhadora, ele foi direto: Ter melhores jogadores. Dave Wannstedt repetiu o mantra quando estava sendo fritado pela mídia e pela torcida: Precisamos encontrar jogadores’’.
Alguns anos depois, Nick Saban, a grande esperança dos floridianos, também não obteve sucesso. Ele resumiu o que deu errado com a equipe: Na NFL, você primeiro precisa encontrar um quarterback. Depois, é preciso cercá-lo com talento.

E isto vem repetindo-se na última década. Pode ser que Tony Sparano seja demitido, mas isto só servirá para esconder o principal problema da equipe: a incapacidade de escolher bons jogadores para as posições mais importantes, sobretudo um quarterback respeitado o último foi Dan Marino.

Tanto isto é verdade que Wannstedt e seu ex- coordenador ofensivo, Chan Gailey, estão dirigindo o Buffalo Bills, com sucesso.
O duro é que pode ocorrer o mesmo com Sparano, se o Miami Dolphins não mudar sua política de contratações e escolha de jogadores…