Donald Trump é a mais nova vítima da crise imobiliária na FL

0
507

Empreendimento em Hollywood está praticamente abandonado

Um elefante branco de 41 andares, de frente para a praia de Hollywood (Flórida). Essa é a melhor descrição para o edifício ‘Trump Hollywood’, empreendimento bilionário do americano Donald Trump, que fracassou por causa da crise imobiliária nos Estados Unidos. Muitos dos 200 apartamentos de luxo estão em foreclosure por falta de pagamento e devem ir à leilão nas próximas semanas, mas especialistas duvidam que os incorporadores recuperem seu dinheiro.

Também pudera: Cada unidade foi inicialmente vendida por um milhão de dólares, com pagamento de 20% de entrada, mas desde então o mercado sofreu uma abrupta queda – de quase 50% nos preços das propriedades na região. A maior parte dos imóveis pertencia a investidores estrangeiros. “Isso estava destinado a ocorrer porque muitos corretores venderam imóveis demais a pessoas que só queriam lucrar com a bolha imobiliária”, comentou o especialista Lewis Goodkin. Tinham em 2006, no auge da chamada bolha imobiliária, segundo o índice Standard&Poor’s Case-Shiller de preços de imóveis.

Com uma enorme oferta de propriedades à venda, os preços só não caíram mais graças, em boa medida, à demanda de investidores internacionais, grande parte da América Latina, que chegam a Miami em busca de boas oportunidades de negócios, segundo agentes imobiliários.

Cinco mil propriedades, inclusive casas, condomínios e imóveis comerciais cada vez mais ficam nas mãos dos bancos por hipotecas não pagas na área de Miami, seus arredores e Palm Beach, segundo o site especializado Condovultures Realty, que atualmente tem uma base de dados de 236.000 unidades nesta situação no sul da Flórida.

Donald Trump, um investidor imobiliário que virou celebridade após apresentar o ‘reality show’ “O Aprendiz”, sobre como fazer negócios, disse esta semana que aspira ser presidente dos Estados Unidos e que poderia se apresentar como pré-candidato republicano para as eleições de 2012.