Histórico

Efeitos do Massacre: estudante de Boca suspenso por fazer brincadeiras com colegas

Em todo o país os alunos habituados a fazerem “brincadeiras desagradáveis” com colegas estão sob vigilância

Da redação
O medo causado pelos efeitos do massacre da Virginia Tech University não vêm sendo sentidos somente nas escolas do estado; repercutem em todas as escolas do país e têm colocado sob suspeita estudantes que dispendem seu tempo fazendo infantis provocações aos colegas. Foi o que aconteceu na Spanish River High School, em Boca Raton.
Segundo a imprensa local, a diretora da escola resolveu suspender, por um ano, um dos estudantes da escola por haver dirigido comentários negativos a alguns colegas.
Segundo a diretora, o estudante apontou para outros estudantes, em fotos, e marcou-os com frases de “Eu gosto desse” e “Eu não gosto desse”.
Após o incidente, a escola procurou a família do garoto e sugeriu que ele não voltasse a estudar durante todo o ano. A decisão foi em comum acordo com a família do jovem, de 18 anos, que não teve sua identidade revelada.
Informações dão conta que o rapaz tinha o hábito de dirigir “brincadeiras inamistosas” aos outros estudantes. Algumas até consideradas pela polícia como “mais sérias”.
Em todas as escolas do país a vigilância tem sido reforçada e qualquer indício de violência ou comportamento diferente registrado nos alunos, tem sido alvo de investigação.

Matérias Relacionadas

Massacre tem repercussao contra imigrantes

Autor de massacre nos EUA deixa vídeo póstumo

Coréia do Sul sente choque e angústia por ataque nos EUA

Bush admite reacender debate sobre controle de armas

Atirador que matou 32 era aluno da universidade na Virgínia

“Aqui é mais seguro do que o Brasil”, diz aluno brasileiro na Virgínia