Em MA, medidas alimentam sentimento antiimigrante

0
500

Senado estadual aprova emenda que põe indocumentados em risco

Mesmo depois de o governador de Massachusetts, Deval Patrick, garantir que o estado não será um novo Arizona, descartando portanto a possibilidade de adoção de legislação semelhante à SB 1070, o senado local aprovou emendas orçamentárias que certamente trarão problemas para os imigrantes. Entre as medidas estão, por exemplo, a adoção de uma linha de emergência para receber denúncias sobre a presença de indocumentados e a obrigatoriedade do uso do sistema E-Verify em todos as empresas da região.

O pacote foi aprovado por 28 votos a 10 e os senadores tentarão, agora, incluir as medidas dentro do orçamento geral do estado. Os imigrantes que vivem em Massachusetts ficaram bastante decepcionados, até porque o senado tem maioria democrata. Muitos parlamentares prometeram que não aprovariam as leis, mas se subjugaram ao medo e usaram os indocumentados como bois de piranha, para levar toda a culpa da situação do país, disse a presidente do Grupo Mulher Brasileira, Heloisa Maria Galvão.

As críticas vieram também dos próprios pares: A senadora Sonia Chan-Diaz (foto) e os senadores James B. Eldridge e Kenneth J. Donnelly condenaram as medidas, alegando que elas vão prejudicar não apenas os imigrantes, mas os contribuintes, independente do status imigratório, como frisou Chan-Diaz. Outro motivo de discórdia foi a proibição de acesso a serviços públicos por parte de quem não apresentar documentação válida nos Estados Unidos.

O argumento daqueles que sugeriram o pacote está no fato de que tais benefícios representam um alto custo, que acaba recaindo sobre a população que paga impostos. Temos que pensar no melhor para a população como um todo e não apenas nos imigrantes, justificou um senador de Massachusetts.