Envergonhado, Muricy Ramalho pede desculpas ao torcedor por derrota

0
335

Após a goleada sofrida para o Santos por 3 a 0 na noite desta quarta-feira (2) na Vila Belmiro, Muricy Ramalho disse não ter muito o que falar para explicar o resultado. O técnico do São Paulo pediu desculpas à torcida e disse que a postura da equipe foi inaceitável: “É difícil entender. Porque a gente faz um jogo como fizemos no domingo, perdemos para o Grêmio, mas fomos bem. Mas hoje a gente sente até vergonha. Como técnico, tenho de pedir desculpas ao torcedor. Sinto vergonha. A gente não merecia o resultado, o adversário com dez. É difícil falar agora. Está complicado sair dessa situação, mas vamos lutar até o fim”.

Ele diz não haver justificativa para o mau futebol apresentado pelo Tricolor. “Não é perder, é como perdeu. A gente não jogou. Não é hora de perder a tranquilidade, não é hora de mudanças de uma hora para a outra, vamos ver o que faremos. O problema não é a zona de rebaixamento. O problema é não jogar. Isso não dá para aceitar. Não é problema de rebaixamento, é problema de ver o que jogou hoje, não dá para aceitar”, reclamou o treinador do Tricolor.

O clássico estava equilibrado até Edu Dracena abrir o placar para os santistas. No fim da primeira etapa, Alison ainda foi expulso por entrada violenta em Douglas e, mesmo assim, o São Paulo não conseguiu pressionar os donos da casa.
Ganso hostilizado na Vila

O meia Paulo Henrique Ganso voltou pela segunda vez (a primeira no Paulistão) à Vila Belmiro após ter se transferido ao São Paulo. Bastante hostilizado novamente, o meia tricolor minimizou as vaias dos torcedores santistas a ele depois da derrota por 3 a 0 para o Peixe, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. “Torcedor fica fora do campo, não interfere em nada. Já temos que pensar no próximo jogo, vencer sábado e se afastar da zona”, declarou o jogador, ao fim da partida.

Na primeira fase do Campeonato Paulista, o Maestro foi ao estádio e a torcida pegou no pé do atleta. Alguns torcedores até atiraram moedas em direção ao camisa 8 são-paulino e o insultaram. Antes de conceder a entrevista no gramado, o meia saudou ironicamente as pessoas que o estavam hostilizando.

Agora, Ganso visa os próximos compromissos da equipe para se distanciar da zona de rebaixamento. Com 27 pontos, o Tricolor é o 16º colocado. Na próxima rodada, o clube paulista encara o Vitória, no Morumbi, às 21h deste sábado.
“Nossa realidade sempre foi fugir do rebaixamento. Estamos a dois pontos só da zona e temos de manter o olho aberto”, completou.