Equipe de Anderson Silva nega que atleta tenha usado substância proibida

0
707

Pedido para testar contraprova de Spider em outro laboratório é negado

Equipe de Anderson Silva nega que atleta tenha usado substância proibida

DA REDAÇÃO (com Combate) – A primeira cartada da equipe de Anderson Silva para se defender das acusações de doping antes da luta contra Nick Diaz foi rejeitada pela Comissão Atlética do Estado de Nevada (NSAC).

O diretor executivo da entidade, Bob Bennett, revelou que o time do lutador brasileiro já indagou se a contraprova de seu exame realizado no dia 9 de janeiro poderia ser realizada em outro laboratório, e não no Sports Medicine Research & Testing Laboratory (SMRTL), que realizou o exame com resultado positivo para Drostanolona e Androsterona. O pedido, todavia, foi negado.

“Eles queriam que a amostra B fosse analisada num segundo laboratório. Não podemos acomodar (seu pedido) porque isso não está de acordo com os padrões da Wada (Agência Mundial Antidoping), mas nós os informamos que, se eles quiserem que a contraprova seja feita, eles estão convidados a viajar a Salt Lake City, observar a amostra B para garantir que ela não foi contaminada, e esperar até os resultados saírem”, afirmou Bennett ao site americano Espn.com.

Segundo Dr. Daniel Eichner, diretor executivo e laboratorial do SMRTL, cada amostra enviada ao laboratório é dividida em duas: a amostra A, que é analisada e testada, e a amostra B, a “contraprova”, que é separada para teste em caso de recurso.

Anderson passou por outros dois exames antidoping, no dia 19 de janeiro e após a luta, em 31 de janeiro; nenhum dos dois resultados é conhecido ainda. O lutador deve aparecer frente à comissão de Nevada em 17 de fevereiro para uma audiência e provavelmente será suspenso preventivamente até março, quando será julgado.

Declarações de Anderson Silva
“Estou neste esporte há muito tempo. Esta é a minha 19ª luta no UFC. Eu fui testado neste período muitas vezes e nunca tive um exame antidoping positivo.

Eu não tomei nenhuma substância para aumento de performance. Minha posição sobre doping é e sempre será a mesma. Eu sou um defensor do esporte limpo.

Estou consultando minha equipe agora para explorar todas as minhas opções e pretendo enfrentar essas alegações para limpar meu nome. Eu não vou fazer mais qualquer comentário até que minha equipe me aconselhe a fazer isso.”