Especialista do FMI ainda enxerga riscos

0
325

Para Strauss-Kahn, maior interrogação da economia mundial é o nível de endividamento

Não há dúvidas de que a economia mundial está se recuperando e, o que é fundamental, num ritmo mais rápido do que o previsto. No entanto, para o diretor do Fundo Monetário Internacional (FMI) Dominique Strauss-Kahn, ainda não é momento de esmorecer. Na opinião do especialista, a maior preocupação é o alto nível de endividamento de alguns países, especialmente os europeus. Temos muitos países que saíram da crise, como os da Ásia e da América Latina, e isto nos traz confiança e vemos que a recuperação vai prosseguir, afirmou o economista.

Ele fez questão de comentar sobre a percepção negativa acerca do mercado de ações, o que provoca um certo desânimo em relação à economia global. A situação não é bem essa, assegurou. Ele, no entanto, alertou sobre o fluxo de capitais, pois sua opinião é a de que alguns países emergentes estão recebendo capital de modo excessivo, o que gera problemas no câmbio e desafios para a política monetária local. Em contrapartida, nas nações desenvolvidas, a entrada de capitais secou, o que também gera problemas de liquidez, finalizou Strauss-Kahn, que esteve no Brasil no final de maio.