Especialistas apontam que eleição terá a marca da continuidade

0
504

Expressivo apoio popular a Lula deve nortear campanha até dos candidatos de oposição

Com mais de 80% de aprovação popular, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva será o grande vencedor das eleições majoritárias deste ano, pelo menos simbolicamente. Isso porque nenhum dos candidatos à sucessão, incluindo aí os dos dos partidos de oposição, arriscará criticar alguns dos programas do governo que têm imensa aceitação, especialmente nas camadas mais baixas da sociedade. Portanto, a tônica deste pleito será a continuidade.

“O próximo presidente brasileiro certamente seguirá a cartilha de Lula”, avalia o jornalista Juan Árias, correspondente do periódico espanhol ‘El País’ no Brasil. Na opinião dele, a petista Dilma Rousseff, candidata do Planalto, depende muito do repasse dos votos do chefe, pois “carece do carisma transbordante de Lula “. Por sua vez, o tucano José Serra, da oposição, dever’a conduzir sua plataforma não como um “anti-Lula”, pois jamais negaria as conquistas sociais da atual administração. “O desafio do governador paulista é convencer o eleitorado de que ele é pode ser a versão melhorada do atual presidente.

De qualquer forma, na avaliação do correspondente do jornal espanhol, “sem Lula agora, e talvez com Lula amanhã de novo, o Brasil é um país que tomou o trem na direção certa, que o levará a consolidar o milagre de seu desenvolvimento”. As eleições no Brasil ocorrem, em seu primeiro turno, no dia 3 de outubro.