Especialistas prevêem uma intensa temporada de furacões

0
644

Profissionais do National Hurricane Center se reuniram em Orlando e acreditam que fenômeno ‘La Niña’ pode provocar também chuvas e marés altas na Flórida

A temporada de furacões em 2008 deverá ser bem ativa. Pelo menos é nisso que acreditam os profissionais do National Hurricane Center, que estiveram reunidos esta semana em Orlando, na conferência anual da entidade. Na verdade, na opinião dos especialistas, os moradores de estados vulneráveis, como a Flórida, podem se preparar para uma temporada “devastadora”. “Estou nervoso”, admitiu Tim Ocnaschek, do centro de pesquisa no Texas, referindo-se ao período mais propenso a este tipo de fenômeno da natureza, que vai de 1º de junho ao final de outubro.

A expectativa do National Hurricane Center é que o aumento da temperatura dos oceanos e a intensidade de manifestações atmosféricas, como o ‘La Niña’, deve trazer muitas tempestades e, quem sabe, alguns furacões de alta intensidade. “Depois de duas temporadas bem tranqüilas em 2006 e 2007, com apenas um furacão de categoria 1 atingindo a costa americana (furacão Humberto), teremos, provavelmente, um ano bem ruim”, afirmou Rick Shimer, que trabalha na Flórida.
Mas há quem ainda tem esperanças de que tudo não passe de alarme falso. “Torço para que a temporada seja bem calma, pois fomos muito afetados pelo Katrina, em 2005, e ainda precisamos de tempo para nos recuperarmos”, disse Douglas Lee, que trabalha na área de apoio em informática da força aérea americana em Mississippi.

Mas as chuvas vão atingir o sul da Flórida antes mesmo da temporada de furacões. Os próximos quatro dias – de sábado a terça-feira – serão de tempestades e fortes ventos. O Serviço de Meteorologia, inclusive, lançou um alerta aos banhistas, surfistas e navegantes no Atlântico: evitem as águas. O tempo só melhora a partir de quarta-feira.