Histórico

Está mais difícil para imigrante trabalhar nos EUA, diz estudo do BID

80% dos mexicanos e centro-americanos afirmaram terem mais dificuldade de conseguir um bom emprego

Da redação
Mais de 30% dos mexicanos e centro-americanos que vivem nos Estados Unidos revelam que sofrem algum tipo de discriminação e a situação está pior, segundo a opinião de 83% dos mexicanos e 79% dos centro-americanos entrevistados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), durante um estudo sobre a posição atual do imigrante no país. A mesma pesquisa destaca que 80% dos mexicanos e centro-americanos afirmaram terem mais dificuldade, hoje, de conseguir um bom emprego no país.

A pesquisa foi realizada em junho, durante os debates imigratórios ocorridos no Senado norte-americano.

De acordo com o estudo do BID, o principal motivo para a maior dificuldade em conseguir empregos bem remunerados nos Estados Unidos atualmente, apontado por quase metade (45%) dos imigrantes entrevistados, são as leis de imigração (exigência de documentos).

Em seguida, com 21%, aparece a falta de empregos no país. A exigência de educação é o terceiro maior problema apontado pelos imigrantes, com 12%.

cdnoticia dtnoticia timenoticia titulo subtitulo texto nmfoto autor edicao nrsequencia Assunto cdcorrigido introducao Combo33
2124 10/08/2007 Está mais difícil para imigrante trabalhar nos EUA, diz estudo do BID 80% dos mexicanos e centro-americanos afirmaram terem mais dificuldade de conseguir um bom emprego “Da redação
Mais de 30% dos mexicanos e centro-americanos que vivem nos Estados Unidos revelam que sofrem algum tipo de discriminação e a situação está pior, segundo a opinião de 83% dos mexicanos e 79% dos centro-americanos entrevistados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), durante um estudo sobre a posição atual do imigrante no país. A mesma pesquisa destaca que 80% dos mexicanos e centro-americanos afirmaram terem mais dificuldade, hoje, de conseguir um bom emprego no país.

A pesquisa foi realizada em junho, durante os debates imigratórios ocorridos no Senado norte-americano.

De acordo com o estudo do BID, o principal motivo para a maior dificuldade em conseguir empregos bem remunerados nos Estados Unidos atualmente, apontado por quase metade (45%) dos imigrantes entrevistados, são as leis de imigração (exigência de documentos).

Em seguida, com 21%, aparece a falta de empregos no país. A exigência de educação é o terceiro maior problema apontado pelos imigrantes, com 12%.

Matérias relacionadas
Chertoff garante que aperto sobre imigrantes continua

Imigração ilegal cai 38% em um ano