Estados Unidos dá sinais de reação

0
427

Mercado de trabalho apresentou melhora significativa em junho deste ano

Os empregadores americanos estão enviando uma mensagem de confiança na economia, ao contratar mais trabalhadores, aumentar salários e fazer com que o mercado de trabalho pareça suficientemente forte para o Federal Reserve diminuir o ímpeto na compra dos títulos no iníco de setembro.

A economia apresentou um ganho significativo de 195,000 empregos em junho e muitos mais em abril e maio do que se imaginava anteriormente. A taxa de desemprego permaneceu em 7.6 por cento em junho porque mais pessoas estão procurando empregos um sinal saudável e alguns ainda não se empregaram. O governo não conta pessoas como desempregadas a menos que elas estejam procurando por emprego.

Relatório recente do Departamento de Trabalho apontou que o mercado de trabalho americano está mostrando uma surpreendente perserverança diante do aumento dos impostos, dos cortes de gastos federais e da debilidade econômica em outros países. Os empregadores acrescentaram uma média de 202,000 nos últimos seis meses, em comparação aos 180,000 registrados nos seis anos anteriores.

O crescimento do emprego está sendo impulsionado em parte pelos gostos dos consumidores e da recuperação imobiliária. A confiança do consumidor alcançou o índice mais elevado nos últimos cinco anos e meio e está ajudando a incrementar as vendas de imóveis e carros. As contratações foram especialmente fortes em junho entre os varejistas, hotéis, restaurantes, empresas de construção e companhias de serviços financeiros.

A média salarial cresceu fortemente no último mês. Está acima da inflação este ano depois de somente ter mantido o ritmo após a grande recessão que terminou há quatro anos. A média de pagamento por hora subiu 10 centavos em junho e ahcegou a $24.01.