Estados Unidos suspendem detenção sumária de asilados políticos

0
377

Vítimas de perseguição no país de origem terão ingresso facilitado na América a partir de agora

O governo dos Estados Unidos cancelou as detenções sumárias de pessoas que solicitem asilo político nos pontos de entrada ao país, sendo necessário, para tanto, que confirmem a perseguição política ou ideológica na sua terra natal. A notícia foi dada em dezembro por John Morton, secretário assistente do Departamento de Serviços Sociais, responsável pelo trabalho da polícia de imigração americana (ICE). Ele garantiu, inclusive, que o ingresso dos postulantes a asilo será facilitado.

Conforme informação de Morton, estas pessoas serão automaticamente colocadas em liberdade nos EUA, desde que não representem perigo à sociedade. O secretário advertiu que essas pessoas podem permanecer confinadas por um tempo apenas para confirmar a informação de que correm perigo em seus próprios países, mas até este tempo de transitória detenção será reduzido.

Até então, os estrangeiros que chegam ao país sem documentos válidos de autorização ou o visto correspondente são expulsos sem direito a uma audiência. Segundo um porta-voz da ICE, a nova política também se aplicará a quem já tenha solicitado asilo e se encontre detido. A decisão foi aplaudida pelo senador democrata Patrick Leahy, presidente do Comitê Judicial da Câmara Alta, que disse que a política de detenção de pessoas que buscam asilo político no país aplicada durante o Governo do presidente George W. Bush era “muito rigorosa”.