Estudante que pode ser deportado é o novo rosto da luta dos imigrantes

0
559

Eric Balderas, de Harvard, chegou aos EUA com apenas quatro anos de idade e não quer ir embora

A atual política imigratória americana é cruel com os jovens estrangeiros que chegaram ao país ainda crianças. Veja o caso do estudante mexicano Eric Balderas, que está no segundo ano de Biologia em Harvard, no estado de Massachusetts: ele veio para a América com os pais quando ainda tinha quatro anos de idade, foi excelente aluno e acabou aceito por uma das melhores universidades do país. No entanto, o futuro brilhante que tem pela frente pode ser interrompido.

Balderas foi detido pela polícia de imigração do Texas e, como é indocumentado, foi informado que deverá comparecer perante um juiz de imigração no próximo 6 de julho, no que pode resultar em sua deportação. Ele agora é o novo emblema da campanha a favor da reforma e até a instituição de ensino onde estuda já se manifestou em seu favor. Eric Balderas já demonstrou a disciplina e a ética de trabalho necessárias para o rigoroso trabalho universitário e, como muitos de nossos estudantes de graduação, já expressou seu interesse em contribuir com o mundo. Pessoas como ele são vitais para os Estados Unidos, disse Christine Heenan, vice-presidente de comunicações de Harvard.

Aguardando a definição sobre o seu caso, o jovem prefere não imaginar a possibilidade de retornar ao México. Meu futuro está aqui e eu o perderia totalmente se fosse embora, disse Balderas, que foi o melhor aluno de sua classe de graduação na Highland High School, em San Antonio, Texas. A luta agora é, pelo menos, pela aprovação do Dream Act, que beneficiaria crianças que entraram nos Estados Unidos ilegalmente antes da idade adulta.