Estudantes ganham experiência no mercado financeiro

0
500

Universidade em Miami desenvolve centro para investimentos como treinamento para os alunos de Finanças

Joel Stewart

A economia brasileira tem crescido a passos largos, porém, o mercado financeiro brasileiro ainda deve muito ao americano.

Foi numa interessante conversa com João Rodrigues, estudante de Finanças na Barry University, que descobri uma interessante ferramenta de aprendizado usada pelas faculdades americanas para providenciar experiência real para seus estudantes.

Diversas faculdades nos Estados Unidos têm seu próprio SMIF (Fundo de Investimento gerenciado por estudantes) onde os alunos aprendem a aplicar e a diversificar seus investimentos com dinheiro doado pela faculdade ou outros tipos de doadores.

A Barry University, localizada em Miami, criou seu SMIF no ano passado e conta com 15 a 20 membros que se reúnem uma vez por semana para apresentar novas propostas de investimentos, administrar e avaliar investimentos correntes, além de discutir sobre a economia global.

A Barry tem uma grande população brasileira e, tem ainda a importante ajuda do brasileiro Gustavo Cordeiro, diretor de relações externas da escola de business da faculdade.

A população brasileira na Barry University não se limita somente aos alunos que estão estudando na faculdade, mas também aos alunos que estão estudando a língua inglesa no curso ELS localizado nessa faculdade.

No próximo semestre, João Rodrigues vai ser o único representate brasileiro no SMIF da Barry University já que os demais integrantes brasileiros se formaram em maio.

Essa ferramenta de aprendizado deveria ser adotada por faculdades brasileiras, pois ajudaria muito no desenvolvimento do mercado financeiro brasileiro, uma vez que nossa economia tem um importante papel na economia global.

Ressalte-se que tamanha iniciativa traria inúmeros benefícios à economia brasileira.

Enquanto isso não acontece, torcemos para que nossos conpatriotas adquiram conhecimentos suficientes para beneficiar não só suas vidas profissionais como também o Brasil.