EUA confirma 2º caso de ebola transmitido dentro do país

0
660

Obama reforçou a importância de ajudar países africanos a conter vírus e afirmou que os EUA vai agir rapidamente para conter o avanço da doença

DA REDAÇÃO COM AGÊNCIAS

O governo dos Estados Unidos afirmou na quarta-feira (15) que dois casos de contaminação do vírus já ocorrem dentro do país. Os dois casos aconteceram no Texas, no hospital onde um liberiano morreu com a doença há uma semana. As vítimas seriam duas enfermeiras.

O problema levou o presidente americano, Barack Obama, a falar publicamente do assunto e prometer que os EUA dará uma resposta “muito mais agressiva” à ameaça do ebola. O presidente insistiu ainda em dizer que o risco de uma epidemia séria da febre hemorrágica em solo americano é baixa.

Depois de uma reunião de crise com altos assessores na Casa Branca, Obama reforçou a importância de ajudar países africanos a conter a disseminação do vírus, referindo-se a essa ajuda como “um investimento em nossa própria saúde pública”. “Se nós não respondermos internacionalmente de forma eficaz, então poderemos ter problemas”, disse Obama.

“Essa não é uma situação em que, como no caso da gripe, os riscos de uma rápida disseminação da doença são iminentes”, frisou Obama, acrescentando ter “apertado as mãos, abraçado e beijado” enfermeiras que trataram do paciente com ebola no hospital da Universidade de Emory, em Atlanta.

“Eles seguiram os protocolos. Sabiam o que estavam fazendo, e eu me senti totalmente seguro fazendo isso”, declarou.

No Brasil
Pelos menos dois casos suspeitos já foram comunicados às autoridades, mas por enquanto nenhum foi confirmado.

No dia 9 de outubro um imigrante de Guiné, na África, foi internado com em Cascavel (PR) apos apresentar febre. Ele foi levado ao Rio de Janeiro em um avião da FAB e encaminhado ao Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, ligado à Fiocruz, referência em doenças infecciosas. O paradeiro do paciente está sendo mantido em sigilo pelas autoridades brasileiras, porque ele que demonstrou preocupação com a reação dos brasileiros.

Ainda no Paraná, uma posto de saúde em Foz do Iguaçu foi interditado na quinta-feira (16) por causa de um paciente com suspeita de ebola. O paciente esteve em Serra Leoa o que provocou o fechamento do posto, e a quarentena de usuários e profissionais de saúde que estavam no local.

No mundo
Até agora, a epidemia de ebola matou 4.493 pessoas de um total de 8.997 casos registrados, sobretudo, na África Ocidental. Os três países mais afetados pela epidemia são: Guiné, Libéria e Serra Leoa.

Desde o anúncio, no mês passado, de que os EUA enviariam pelo menos 3.000 militares ao oeste da África para ajudar a combater a epidemia, Obama tem criticado repetidas vezes a resposta internacional à crise sanitária.

O vírus Ebola causador da Febre Hemorrágica Ebola é uma doença grave com alta taxa de mortalidade.

O vírus é transmitido através do contato com sangue, vômito, urina, fezes e secreções íntimas da pessoa infectada ou através do consumo da carne de animais infectados, como morcegos frutíferos e ‘carnes de caça’.