EUA e Rússia dão passo significativo rumo ao desarmamento nuclear

0
456

Novo Tratado de Redução de Armas Estratégicas entrará em vigor ainda este ano

A Rússia e os Estados Unidos fizeram progressos significativos nas negociações sobre um novo programa de redução de armas nucleares. Um encontro entre o ministro do Exterior do país russo, Sergei Lavrov, e a secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, selou uma nova fase na relação e o novo Tratado de Redução de Armas Estratégicas deve entrar em vigor em dezembro, em substituição ao documento que está prestes a expirar.

O presidente americano, Barack Obama, e o chefe do Kremlin, Dmitry Medvedev, concordaram em julho com os contornos de um acordo preliminar para substituir o tratado atual, de 1991, mas nas reuniões em Moscou os negociadores estão enfrentando uma série de questões técnicas nas negociações. Uma delas, por exemplo, é a falta de disposição dos russos em apoiar medidas específicas ao Irã caso, o que para os Estados Unidos é questão de honra. O país do Oriente Médio, segundo os americanos, não está cumprindo as exigências internacionais para que esclareça suas atividades atômicas.

Também estiveram na pauta de Hillary e Lavrov os casos da Coreia do Norte, que tem armas nucleares. A secretária americana afirmou que a administração Obama não tem a intenção de aliviar as sanções contra a nação asiática, até porque há informações de que o governo em Pyongyang promoveu outros lançamentos de mísseis de curto alcance.