EUA manterão presença no Golfo por muito tempo, diz Gates

0
748

Um aumento da força naval norte-americana no golfo Pérsico não é resposta a nenhuma ação do Irã, mas uma mensagem a todos os países de que os Estados Unidos manterão sua presença regional “por um longo tempo”, afirmou na sexta-feira o novo secretário da Defesa, Robert Gates.

Na segunda-feira, o programa CBS News disse que um planejado aumento naval teria por objetivo desencorajar o que oficiais dos EUA vêem como atos provocativos de Teerã, ao continuar com seu programa nuclear e apoiar milícias xiitas no Iraque.

“Não acho que seja uma resposta a nada que ninguém tenha feito”, disse Gates a repórteres durante uma visita de três dias ao Iraque.

“Acho que a mensagem que estamos enviando para todos, não só ao Irã, é que os Estados Unidos são uma presença duradoura nesta parte do mundo. Estamos lá há muito tempo. Estaremos lá por muito tempo e todos têm que lembrar disso — nossos amigos e aqueles que se consideram nossos adversários”, afirmou.

O comando norte-americano responsável pelas operações no Oriente Médio pediu ao Pentágono para acrescentar um segundo porta-aviões na região do Golfo, como alerta para a Síria e para o Irã e para ajudar na condução de outras ações, disse um oficial da Defesa.