EUA prevêem 200 mil deportações em 2008

0
486

Governo quer mandar de volta imigrantes que cumprem pena nas prisões de todo o país

O Governo norte-americano quer mandar de volta imigrantes que cumprem pena nas prisões de todo o país e , com isso, calculam que as deportações em 2008 devem ultrapassar a marca de 200 mil, quase 30% a mais do que no ano fiscal 2007. O objetivo de acelerar as deportações de imigrantes condenados é reduzir os custos nos quais incorrem as prisões federais e estaduais, disse a diretora do Serviço de Imigração e Alfândega (ICE, na sigla em inglês), Julie L. Myers.

No ano passado, a agência, integrante do Departamento de Segurança Nacional (DHS, na sigla em inglês), apresentou acusações formais por violar a lei de imigração americana contra 164 mil imigrantes que cumprem pena por delitos cometidos nos Estados Unidos. Muitos destes imigrantes ainda se encontram nos Estados Unidos, mas este ano serão deportados a seus respectivos países, explicou Myers.
O incremento nas deportações de delinqüentes nascidos no exterior tem sido constante nos últimos anos. A decisão do governo exigirá uma “carga significativa” para os centros de detenção do ICE e para os aviões utilizados para as deportações, a maioria do Departamento de Justiça, disse a diretora da agência federal. O ano passado, o Congresso autorizou um orçamento de US$200 milhões para programas de deportação de delinqüentes estrangeiros.

Sob a lei americana, os imigrantes que foram condenados por ter cometido somente um delito são deportados assim que tenham cumprido sua sentença no país. Entre os estrangeiros presos se encontra um grande número de imigrantes legais, mas que perderam seu status de residente após terem sido condenados pelos delitos.