EUA querem acelerar deportação de indocumentados brasileiros

Em 2019, o governo Bolsonaro deu luz verde para receber uma aeronave devolvendo 70 brasileiros removidos dos EUA

0
2257
Polícia de imigração leva até o avião homem para ser deportado
No ano passado, mais de 18 mil brasileiros foram detidos na travessia da fronteira com o México

O governo Trump quer acelerar a deportação de brasileiros indocumentados que estão em centros de detenção nos Estados Unidos, e estuda um aumento nos voos fretados para devolver os cidadãos brasileiros para seu país natal. O número de conterrâneos detidos ao tentar atravessar ilegalmente a fronteira bateu recorde em 2019 – cerca de 18 mil.

O uso de aviões fretados para deportar imigrantes em situação irregular é prática antiga e todo o custo destas operações vai para a conta de Washington. No entanto, nas gestões anteriores no Brasil este tema sempre enfrentou uma certa resistência do Palácio do Planalto. O governo Bolsonaro apoia a medida do presidente Donald Trump de resolver logo estas pendências, mas resposta formal do Itamaraty sobre o assunto ainda não foi entregue ao departamento de Estado, em Washington. A entrada dos voos fretados no espaço aéreo do Brasil precisa ser autorizada pelo governo brasileiro.

Em 2019, o Brasil começou a flexibilizar e deu luz verde ao sobrevoo de uma aeronave para devolver 70 brasileiros que foram deportados dos EUA. O avião aterrissou no fim de outubro no aeroporto de Confins (MG). Segundo a chancelaria brasileira, nos últimos anos só há registro de mais um outro voo, fretado em outubro de 2017.