EUA vão promover melhorias nos centros de detenção do país

0
338

Segundo Napolitano, medidas vão priorizar a segurança das prisões e a saúde dos prisioneiros

A secretária do Departamento de Segurança Interna, Janet Napolitano, anunciou que o governo está adotando providências para melhorar as condições de segurança dos centros de detenção no país, bem como o bem- estar dos imigrantes detidos. Um dos objetivos do governo é criar padrões que norteariam o funcionamento de todas as unidades ligadas ao ICE (Immigration and Customs Enforcement).
As mudanças foram tomadas em resposta às críticas dos ativistas acerca das 14 mortes confirmadas, nos últimos dois anos, de indocumentados sob custódia (dois deles brasileiros) do ICE. Um estudo produzido em conjunto pelo Centro Jurídico de Imigração (NILC, na sigla em inglês), pela União de Liberdades Civis (ACLU, na sigla em inglês) e um escritório de advocacia com sede na Califórnia comprovou que os direitos humanos dos imigrantes detidos são sistematicamente violados aqui nos Estados Unidos.

Entre as irregularidades mais frequentes apontados no trabalho estão, por exemplo, a falta de cuidados básicos como alimentação e medicação. “Os centros de detenção, onde indocumentados ficam presos por meses e até anos, costumam falhar em prover direitos fundamentais aos que estão ali. Os detentos não têm acesso sequer a uma simples explicações sobre a situação em que se encontram”, afirmou Karen Tumlin, advogada da NILC e uma das autoras do estudo, intitulado ‘A Broken System’.

Para mudar o quadro, o ICE quer criar pavilhões separados para imigrantes que cometeram delitos graves e para indocumentados que apenas descumpriram as leis de imigração. Outra providência da agência é providenciar um sistema de busca pela Internet, onde familiares poderiam encontrar com mais facilidade os detentos.