Excesso de alunos nas salas de aula pode render multa às escolas

0
906

Só em Broward e Palm Beach, penalidades podem chegar a 18 milhões de dólares. No estado, 35 dos 67 distritos escolares descumpriram a lei

O descumprimento das normas do Departamento de Educação da Flórida quanto ao número máximo de alunos nas salas de aula pode custar caro às escolas de Broward e Palm Beach – na verdade, mais de 18 milhões de dólares. Este é o valor da multa que pode ser aplicada aos dois condados caso o Estado siga à risca as leis. O excesso de estudantes, porém, não é privilégio no sul da Flórida: a maioria dos distritos escolares sofre do mesmo problema.

“Isso mostra como é difícil cumprir este requerimento, até porque não há recursos suficientes para atender à demanda de alunos”, argumentou Candace Lankford, que integra o conselho de educação do Condado de Volusia, área de Daytona Beach. Para ela e outros educadores, seriam necessários cerca de 350 milhões de dólares para adaptar as escolas a esta realidade, mas os recursos para a educação foram cortados este ano em função da crise econômica.

Pela lei, as salas de aula de pre-Kindergarten (Maternal) até a 3ª série não podem ter mais do que 18 crianças, enquanto que as turmas de 4ª a 8ª série podem funcionar com até 22 alunos. Na High School, o limite máximo é de 25 alunos por classe. No total, 35 dos 67 distritos escolares não cumprem a lei aprovada em 2002. Só em Palm Beach, a multa a ser aplicada pode passar de 16 milhões de dólares, já que mais de 21 mil salas de aula estão com número de alunos acima do limite.

O Departamento de Educação admite que dará um tempo até que as escolas se adaptem às normas, mas não pretendem suspender as penalidades.