Falar português nos EUA é legal. E divertido!

0
568

Fundação Vamos Falar Português surgiu para difundir nosso idioma em solo americano

Alguns anos atrás, mais precisamente em dezembro de 2005, um grupo de idealistas e abnegados decidiu criar uma fundação que pudesse divulgar nosso idioma, nossa cultura e nosso jeito de ser no sul da Flórida. E o nome não poderia ser mais sugestivo: Fundação Vamos Falar Português.

Hoje, a entidade conta com respeito das autoridades locais e com o reconhecimento do Ministério das Relações Exteriores bem como de organizações brasileiras que desejam ver o português falado por brasileiros ocupar cada vez mais espaço na sociedade da Flórida e possivelmente em outros estados.

Nesta edição, entrevistamos Cristiane Martins, uma das fundadoras, sobre os propósitos e os benefícios de se associar a esta entidade sem fins lucrativos. Para demonstrar que estamos engajados nesta corrente de voluntariedade, o AcheiUSA abre, a partir de outubro, um espaço para que a Fundação Vamos Falar Português mande suas mensagens e se conecte diretamente com a comunidade brasileira.

Qual o principal objetivo da Fundação Vamos Falar Português?
O principal objetivo da Fundação Vamos Falar Português é promover a cultura brasileira e divulgar a língua portuguesa junto a comunidade mirim.

Há quanto tempo foi criada a entidade?
A VFP, como carinhosamente chamamos a Fundação, foi criada em dezembro de 2005. Ao final desse ano a VFP completará seis anos de contribuições à comunidade brasileira.

Em que locais está presente a Fundação?
A VFP está localizada em Miami, o endereço de nossa sede é 7122 NW 74 Avenue, Miami, FL, 33166. A VFP realiza vários eventos durante o ano em diversos locais como parques públicos, bibliotecas públicas e em nossa sede também.

Vocês receberam pedidos de pessoas de outros estados para expandir este programa?
Sim. Líderes comunitários e pais preocupados com suas crianças entraram em contato conosco com a intenção de expandir a VFP para cidades como Boston, San Diego e Orlando. De fato ainda não conseguimos colocar em andamento nenhuma dessas propostas, mas estamos bem avançados em algumas das propostas. Se você tem interesse em expandir nosso programa para a sua cidade, entre em contato com cristiane@vamosfalarportugues.org para conhecer melhor nossa filosofia e metodologia de ensino.

Qual é o maior público do programa?
O nosso foco é baseado na faixa etária de 7 a 15 anos. Nossos eventos e programas são feitos para crianças, independente da nacionalidade. Como exemplo, esse ano, a maioria dos alunos é de nacionalidade hispânica, o que é motivo de orgulho ao ver pessoas de outras nacionalidades também demonstrar interesse na nossa cultura.

Vocês recebem algum tipo de grant governamental?
A única vez que recebemos verba do governo brasileiro foi em 2007, do Ministério de Relações Exteriores, para desenvolver e executar o projeto-piloto “after school” em Broward. O programa foi executado na Quiet Waters Elementary School. Ao final do programa, a VFP devolveu ao MRE U$848.87 (oitocentos e quarenta e oito dólares e oitenta e sete centavos) que foram economizados pela VFP na execução do projeto. A julgar pela reação pasma de um funcionário do MRE, a VFP foi a única instituição sem fins lucrativos que um dia devolveu dinheiro público aos cofres do governo brasileiro. Quanto ao governo americano, fazemos esporadicamente projetos em conjunto com o condado de Miami-Dade. Até hoje não fizemos projetos no âmbito federal.

Vocês fazem algum tipo de parceria com entidades afins? E como funciona neste caso?
Sim, fazemos muitas parcerias. Já executamos vários projetos em conjunto com o Centro Cultural Brasil USA da Flórida (CCBU), com o Youth Crime Watch of America, com o Brazilian Business Group (BBG), Broward Center for the Performing Arts, e diversas outras entidades. As atividades da VFP são bem diversificadas nessas parcerias, desde coordenação acadêmica, cultural e artística até tradução de documentos.

Se alguém ou alguma organização quiser contar com o apoio logístico da Fundação como deve proceder?
Entre em contato através do email cristiane@vamosfalarportugues.org. Estaremos sempre atentos e abertos a novas iniciativas que estejam no escopo da VFP.

Para se tornar membro da fundação ou colaborador, como a pessoa precisa fazer? Atualmente, vocês contam com quantos membros e em quais locais?
Todo membro diretor da VFP começou como voluntário. Ao colaborar com a VFP, a pessoa tem a oportunidade de conhecer mais detalhadamente nossos projetos, necessidades e possibilidades. Atualmente o Conselho da VFP conta com cinco membros diretores: Andre Martins, Cristiane Martins, Beatriz Cariello, Patrícia Carneiro e Nara Perez.

Quais as maneiras empregadas para difundir o português falado no Brasil e quais materiais de apoio são utilizados?
Oferecemos classes gratuitas de português em nossa sede em Miami para crianças de qualquer nacionalidade de 7 a 15 anos de idade. As classes são aos sábados pela manhã. A metodologia usada em nossas classes foi desenvolvida pela nossa coordenadora acadêmica Beatriz Cariello, nossas crianças aprendem através das artes, como pintura, música, teatro, artesanato, jogos e multimídia. Se você quiser mais informações sobre as classes, entre em contato conosco pelo telefone 305 804 5957 ou e-mail Cristiane@vamosfalarportugues.org.