Família brasileira precisa ainda mais do apoio da comunidade

0
473

Criança de 16 meses luta para sobreviver em Broward

No dia 10 de outubro, o pequeno Gabriel, de 16 meses apenas, caiu na piscina da casa onde mora com os pais e avós – todos brasileiros – e ficou submerso por cerca de 45 minutos. Depois de tentar reanimar a criança, os médicos de um hospital de Broward chegaram a dar o caso como irreversível, mas a fé da família e a vontade de viver do garoto têm mantido a esperança viva de que ele possa sair do coma. E Gabriel, contrariando todas as expectativas da junta médica, tem apresentado alguma melhora.

“É um milagre, pois os médicos haviam dito que ele estava morto e agora Gabriel já demonstra reações e recuperou suas funções orgânicas”, acentua o pastor Oliveira, avô do garoto. Oliveira disse que a família tem recebido muito apoio da comunidade, com orações e conforto, e espera que os brasileiros continuem com o pensamento positivo para sarar o neto. “O lado bom de tudo isso foi perceber que temos muitos amigos e que nosso povo é solidário”, disse o pastor, lembrando que houve uma ocasião em que mais de 80 pessoas visitaram os parentes de Gabriel no CTI do hospital, ao mesmo tempo.

A situação não é nova para a família. Há seis anos, a avó do garoto, Abgail, teve um problema no coração, ficou em coma quatro dias e os médicos pediram autorização ao marido e às três filhas para que os aparelhos que a mantinham viva fossem desligados. Ninguém concordou e poucos dias depois Abgail voltava à sua vida normal, sem qualquer seqüela. “Nossa fé diz que isso vai acontecer de novo”, afirma Oliveira. Gabriel é filho de Elen e Aílton.

A família pede que a comunidade continue com a mesma corrente positiva em favor do menino. Para quem deseja fazer contato com Oliveira, que é pastor de Apoio da Igreja Nova Vida de Deerfield Beach, o telefone dele é (754) 367-0115.