Fed injeta mais dinheiro na economia

0
525

Novo pacote de 600 bilhões de dólares mira retomada do crescimento. Dados recentes são animadores

O Federal Reserve (Fed), o banco central americano, anunciou um novo pacote de estímulos à economia, com foco na retomada do crescimento. Desta vez serão 600 bilhões de dólares em títulos do Tesouro nos próximos oito meses para impulsionar o consumo.
Ao término da reunião de novembro do comitê de mercado aberto (Fomc, na sigla em inglês), o Fed também informou em seu comunicado que manteve a taxa de juro na faixa de zero a 0,25% ao ano, o recorde de baixa em que está desde dezembro de 2008, conforme era esperado. O banco central também reiterou que as taxas de juro ficarão baixas por período prolongado.

O Fed disse que espera comprar até 950 bilhões de dólares em Treasuries até o fim do segundo trimestre de 2010. Isso porque, além do pacote inicial, o objetivo é adquirir cerca de 35 bilhões de dólares por mês para substituir bônus hipotecários em sua carteira que estão sendo retirados, uma decisão que foi adotada em agosto. “O Fed vai continuar a monitorar a perspectiva econômica e os desenvolvimentos financeiros e vai empregar suas ferramentas de política conforme o necessário para sustentar a recuperação”, diz o relatório, assinado pelo presidente Ben Bernanke.

A economia americana parece ter retomado uma trajetória de recuperação, segundo os recentes dados divulgados pelo governo. O setor de serviços do país cresceu em outubro pelo décimo mês seguido, enquanto as empresas criaram empregos no mesmo período. Outro relatório mostrou que as novas encomendas à indústria aumentaram mais que o esperado em setembro e tiveram a maior alta em oito meses.

O setor privado gerou 43 mil vagas, mais de duas vezes o esperado, de acordo com a ADP Employer Services, que desenvolve o relatório em conjunto com o Macroeconomic Advisers LLC. As demissões de setembro foram revisadas para 2 mil, no lugar das 39 mil divulgadas originalmente. “A economia está mostrando sinais de estabilidade, e o que esperamos ver é uma melhora adicional”, disse Jeff Kleintop, estrategista-chefe de mercados do LPL Financial.