Filosofia da campanha

0
529

O grupo ‘Reforma Imigratória PRO América’ explicou que a reforma imigratória contribuirá para proteger todos os trabalhadores contra a exploração e a concorrência desleal, e destacou que atualmente milhões de trabalhadores (um em cada 20 na mão de obra dos Estados Unidos) são vulneráveis perante patrões que empregam técnicas de concorrência desleal como, por exemplo, não pagar a seus empregados o salário mínimo ou ignorar os direitos trabalhistas.

A reforma imigratória, portanto, “é um componente essencial do processo de correção de nossa economia”, e enfatizou que o governo federal “tem a obrigação de reformar o sistema de imigração para que ajude a todos os trabalhadores americanos”.

Com relação à segurança nacional, ‘Reforma Migratoria PRO América’ estima que o atual sistema imigratório não evidencia muito sentido comum no que se refere à segurança nacional, e que, devido às poucas opções oferecidas para ingressar legalmente, “muitos buscam formas de driblá-lo”.
“Isto criou um florescente mercado para os contrabandistas e gerou caos na fronteira”, disseram os organizadores da campanha.

Os organizadores da campanha pela reforma imigratória ressaltaram que o governo desconhece a existência de milhões de imigrantes e que os empregadores sem escrúpulos não temem os castigos por recrutar e explorar trabalhadores indocumentados, e isto evita uma concorrência leal.