Fim da Copa ajuda a segurar preços no Brasil

0
453

A queda nos valores das passagens aéreas e hotéis em função do fim da Copa do Mundo ajudou a desacelerar os preços no Brasil no mês passado, de acordo com o IBGE. Segundo dados da instituição divulgados esta semana, em julho o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), principal índice de inflação no país, ficou em 0,01%. Em junho, a taxa havia sido de 0,40%.

No item passagens aéreas, a queda foi de 26,86%, o que teve um impacto de 0,14 ponto percentual no IPCA – o maior entre todos os itens medidos. Já o preço dos hotéis caiu 7,65%, após uma alta de 25,33% no mês anterior.

Essa é menor inflação mensal registrada desde 2010, quando o índice ficou em 0,01% em junho e 0% em julho. Trata-se, portanto, do menor índice mensal registrado no governo Dilma Rousseff. No acumulado em 12 meses, a alta de preços foi de 6,50%. Em junho, estava em 6,52%.

A desaceleração, porém, não chega a aliviar as preocupações com a alta de preços, porque ela ainda está no teto da meta definida pelo Banco Central – de 4,5% com variação de dois pontos percentuais para cima e para baixo.

As categorias que mais contribuíram para a queda do IPCA no mês passado são transportes, comunicações, vestuário, alimentação e bebidas, que tiveram deflação.