Flórida é líder em ataques de tubarão nos EUA

0
9384

Foram 28 ataques a humanos em 2014, número superior aos 23 que foram registrados em 2013

“”

DA REDAÇÃO (com Sun Sentinel) – Novamente a Flórida lidera entre os estados americanos quando o assunto é ataque de tubarão. Foram 28 episódios do gênero em 2014, nenhum fatal. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (11) pelo International Shark Attack File da University of Florida. O número representa aumento em relação a 2013, quando foram registrados 23 ataques – mas é pouco maior do que os 27 ataques registrados em 2012.

A vasta maioria dos incidentes foram de menor dano, em que o tubarão mordeu a vítima brevemente, ferindo braços ou pernas, e a soltando logo após perceber que não se tratava de um peixe ou outro tipo de presa.

“Muitos destes ataques não passam de mordidas leves, equivalentes às de, digamos, um cão”, disse ao jornal Sun Sentinel o curador da universidade George Burgess.

Dentre os condados da Flórida, o campeão em incidentes envolvendo humanos e tubarões é o de Volusia, com 10 episódios. O condado de Volusia abriga Daytona Beach. O segundo condado com mais ataques realizados por tubarões é o de Brevard, que abriga a cidade de Titusville.

No condado de Broward, foram dois incidentes. Já em Palm Beach, ocorreram outros dois. Nenhum ataque foi registrado em Miami-Dade em 2014.

Em Broward, um homem foi mordido nos pés, quando estava em uma profundidade em que a água batia em sua cintura, na praia de Hallandale. O outro incidente aconteceu na Intracoastal Waterway, em Fort Lauderdale, onde uma mulher sofreu ferimentos nas pernas.
Em Palm Beach, um homem que praticava kite surfing foi atacado e ferido em um braço, e em outro episódio um surfista foi ferido nos pés e calcanhares em North Palm Beach.

As espécies que atacam
O sul da Flórida, apesar de mais densamente populoso do que outras regiões do estado, registra menos ataques de tubarões por ter menos surfistas do que outras áreas. Surfistas, explicou Burgess, tendem a ser atacados com mais facilidade por se assemelharem, na visão de um tubarão, a peixes.

O especialista também apontou que os raros ataques fatais já registrados na Flórida envolvem geralmente tubarões dos tipos cabeça-chata ou tigre. A espécie tubarão-branco, famosa nos cinemas, são muito raras nos mares do estado e ocorrem mais na costa do Oceano Pacífico e na Austrália e África do Sul.