Flórida ganha espaço cultural

0
814

Casa de Cultura Brasil USA quer promover artistas da comunidade

Como artista, a pianista Fátima Giovanini sempre enfrentou dificuldades para mostrar seu talento nos Estados Unidos, pela falta de incentivo – na forma de patrocínio, estrutura e até apoio logístico. Ciente do problema que atinge uma infinidade de outros brasileiros, que por isso muitas vezes deixam adormecidas as suas paixões pela arte, a mineira resolveu assumir as rédeas de uma iniciativa que promete abrir um espaço democrático para quem quer divulgar as mais diversas formas de manifestações culturais. Nasceu, então, o Centro da Cultura Brasil USA, que bem poderia se chamar a Casa do Artista Brasileiro.

“Queremos promover a arte e a cultura brasileira na nossa comunidade através do intercâbio com outras instituições culturais da região”, assegura Fatinha. Ela explica que uma das características do novo centro é a diversidade – ou seja, artistas de todos os segmentos (artes plásticas, cênicas, literárias e musicais, entre outras) são muito bem vindos.

Ela revela que está em busca de ideias e participações. “Os brasileiros do sul da Flórida podem fazer parte da Casa de Cultura. É claro que temos um conselho diretor, que por sinal ainda está em formação, mas queremos deixar claro que a iniciativa pertence, antes de tudo, ao artista brasileiro”, frisou Fatinha.

Uma das que já se juntou ao Centro é a jornalista e ativista cultural Vanuza Ramos, já conhecida por seus projetos na comunidade. É dela, pro exemplo, uma proposta que será incorporada à Casa de Cultura: as ‘Terças Culturais’. “O projeto vai receber uma nova roupagem”, adianta Vanuza.
Mas o Centro não quer criar fronteiras e, por isso, vai buscar em outros lugares o melhor da cultura brasileira. Este é o caso da ‘Temporada do Riso’, que já trouxe para os Estados Unidos os humoristas Rey Bianchi e Nizzo Neto e também será absorvido pela nova entidade. E novidades estão por vir: por exemplo, a também comediante Samantha Schmutz está com viagem marcada para o sul da Flórida, em novembro. Outra intenção é articular, para breve, o Primeiro Festival de Artes do Sul da Flórida, ainda sem data definida.
Portanto, você que é um artista ou está envolvido em algum tipo de arte, chegou a sua hora. “Vamos criar um website do Centro, com todas as informações sobre como se engajar nessa empreitada cultural. Participe”, incentivou Fatinha. Mais detalhes pelos telefones (954) 226-8261 e (754) 224-1006.