Fluxo migratório está em transformação

0
579

Estudo mostra que no Qatar, por exemplo, estrangeiros representam 86% da população

Não há dúvidas que os Estados Unidos são o país com o maior número de imigrantes algo em torno de 42,8 milhões de estrangeiros, sendo cerca de 10 milhões deles indocumentados. No entanto, em termos relativos, os destinos mais atrativos estão no Golfo Pérsico. De acordo com um estudo divulgado na França, em alguns Países daquela região os imigrantes são a maioria da população.

No Qatar, por exemplo, os estrangeiros representam 86% dos moradores. O mesmo acontece nos Emirados Árabes, onde 70% são imigrantes, ou mesmo no Kuwait, com 69% de pessoas nascidas numa Nação diferente. A Arábia Saudita, o Bahrein, Oman e Brunei têm taxas compreendidas entre 28% e 40%. Por isso, nesta pesquisa, eles foram classificados no chamado grupo de países pouco povoados, mas ricamente dotados de recursos naturais e que, por isso, costumam atrair muita gente.

Um segundo grupo inclui, por exemplo, Mônaco (72%), Macau (55%) e Cingapura (41%), que são territórios muito pequenos, ou micro-Países, frequentemente dotados de um estatuto particular. No terceiro grupo, encontra-se a Austrália (22%) e o Canadá (21%), que são Nações dotadas de imensos espaços, mas fracamente povoadas.

Os Estados Unidos e a França, respectivamente com 13% e 11% da população formada por imigrantes, encontram-se no quarto grupo, o das democracias industriais ocidentais, que também reúne a Áustria (16%), Suécia (14%), Espanha (14%), Holanda (10%), Reino Unido (9%), Bélgica (9%) e Itália (7%). Vale ressaltar, nesse sentido, que os EUA e a França são países de imigração antiga, que se constituiu progressivamente, enquanto que a Espanha é um novo país de imigração, que passou a receber imigrantes somente a partir do início da década de 90. O quinto e último grupo é constituído por países ditos de primeiro asilo, como a Síria, que abriga um milhão de refugiados iraquianos, correspondentes a 5% da sua população.

Outros números curiosos do estudo mostraram que os EUA encabeçam a lista dos Países preferidos dos imigrantes – 42,8 milhões de estrangeiros ainda bem à frente da Rússia (12,3 milhões), Alemanha (9,1 milhões), Arábia Saudita (7,3 milhões), Canadá (7,2 milhões), França (6,7 milhões), Reino Unido (6,5 milhões) e Espanha (6,4 milhões). No total, os imigrantes seriam 214 milhões de habitantes do Planeta Terra em 2010, correspondendo a 3,1% da população mundial.

No topo da lista dos países de origem dos imigrantes encontra-se o México, com 10% da população, seguido pelo Afeganistão (9,9%), Marrocos (9%), Reino Unido (7,1%), Argélia (6,7%), Alemanha (4,9%) e Turquia (4,5%)