Formandos indocumentados clamam por Dream Act

0
568

Cerimônia com estudantes, líderes comunitários e parlamentares foi realizada nas escadarias do Congresso

Um ato organizado na terça-feira, 23 de junho, pela United We Dream Coalition em Washington e em diversos pontos do país teve como objetivo chamar a atenção dos congressistas para o grave problema dos jovens que não podem prosseguir os estudos por falta de documentos legais nos EUA. “Com o Capitólio ao fundo, centenas de jovens de todo o país, juntamente com ativistas das áreas de educação, fé, negócios, imigrantes e defensores dos direitos civis participaram da cerimônia nacional de graduação”, destacaram os organizadores.

Tolu Olubunmi, da United We Dream Coalition, comentou: “Estes estudantes trabalharam duro, alguns estão na secundária, outros já estão na universidade e outros estão tratando de terminar, mas todos possuem o mesmo sonho; o de estar legalmente presentes neste país, que é o lar deles, onde vivem. Alguns sequer se lembram do país onde nasceram”. Com este ato, a organização espera sensibilizar os legisladores a aprovar o Dream Act.

O ativista enfatizou que o projeto de lei já conta com o apoio dos reitores das universidades de Harvard e Stanford, do presidente Barack Obama e de líderes na Câmara de Deputados e no Senado. “Assim esperamos revitalizar o Dream Act o máximo possível. E queremos mostrar o incrível talento destes jovens, que apenas querem compartilhar com o resto da sociedade”, finalizou.

Estima-se que a cada ano os colégios secundários despejam cerca de 65 mil alunos que não podem continuar seus estudos na universidade por carecer dos documentos imigratórios.

O Dream Act é um projeto de lei que favorece os estudantes destacados que não possuem papéis de estadia legal no país. O projeto preve a concessão de uma residência temporária e, ao final de seus estudos universitários, poderiam solicitar a residência permanente junto ao serviço da imigração.