Fórmula 1 volta de férias e Mercedes tenta se manter no topo na Bélgica

0
498

GETTY IMAGES
Fórmula 1 volta de férias e Mercedes tenta se manter no topo na Bélgica

Após quase um mês de “férias”, o Campeonato Mundial de Fórmula 1 será retomado neste fim de semana com o Grande Prêmio da Bélgica, no circuito de Spa-Francorchamps, em que a Mercedes tentará seguir monopolizando a disputa pelo título entre o alemão Nico Rosberg e o britânico Lewis Hamilton.

No GP da Hungria, disputado no fim de julho, a escuderia deixou de ocupar as duas primeiras colocações de maneira inédita na temporada, já que o australiano Daniel Ricciardo, da Red Bull, venceu, seguido pelo espanhol Fernando Alonso, da Ferrari.

Nada disso tirou a tranquilidade dos líderes do Mundial de Pilotos. Rosberg está na frente com 202 pontos, 11 distante do companheiro de equipe. Para Ricciardo, a diferença é de 71 pontos. Alonso, por sua vez, tem 115 pontos.

A missão daqueles que querem desbancar a Mercedes, contudo, não é simples, afinal, faltam 200 pontos a serem disputados em oito provas. Até agora, em 11 corridas, o alemão abandonou prova apenas uma vez, na Inglaterra, e o britânico duas, na Austrália e no Canadá.

Nos momentos decisivos da temporada, quem buscará acumular o maior número de pontos possíveis é Felipe Massa, da Williams, que aparece apenas na nona colocação da classificação, com 40 pontos. Na entrevista coletiva concedida em Spa, o brasileiro admitiu que na Bélgica e na Itália, na sequência, correrá suas provas favoritas.

O Grande Prêmio da Bélgica terá uma novidade na relação dos pilotos inscritos, já que o britânico Max Chilton dará lugar na Marussia ao americano Alexander Rossi, que disputou parte da temporada da GP2 neste ano.

Para a prova em Spa, a Pirelli, fornecedora única de pneus, oferecerá aos times compostos macios e médios. A avaliação da empresa é que a análise correta do clima será fundamental, pois as condições mudam com frequência na região do circuito.

No domingo, às 9h (horário de Brasília), os pilotos darão a primeira das 44 voltas do GP da Bélgica, o que representa um total de 308.052 quilômetros. O atual vencedor da prova é o alemão Sebastian Vettel, da Red Bull.