FPL é pressionada a reduzir contas

0
507

Companhia estaria cobrando além do devido e pode ser obrigada a devolver dinheiro aos consumidores da Flórida

A companhia de energia do estado (Florida Power & Light), que já recebe dos clientes cerca de 3.9 bilhões de dólares, propôs aos legisladores um aumento nas contas residenciais em cerca de 1.3 bilhão de dólares, o que representaria um aumento de até 12,40 dólares ao mês para quem gasta até mil kilowatts por hora. No entanto, membros do ministério público estadual acreditam que o valor já é excessivo e que a empresa deveria, na verdade, reduzir os valores cobrados à população.

“A margem de lucro da FPL já é grande”, afirmou Joe McGlothlin, que faz parte do Public Counsel, órgão responsável por defender a sociedade nesta matéria. Ele disse que a companhia já arrecada quase três bilhões de dólares a título de depreciação de equipamento e recomanda que a diretoria promova a devolução de pelo menos 552 milhões de dólares aos consumidores nos próximos quatro anos.
A defesa da FPL foi feita pelo porta-voz Mayco Villafana, alegando que a infraestrutura das fábricas foi incrementada, inclusive atendendo a novas normas ecológicas. “Nossos consumidores já pagam uma das menores taxas do estado”, disse. A decisão em relação a este caso só será tomada em agosto.