Fundo Monetário recomenda prudência ao Brasil em 2011

0
620

Com o Brasil em excelente situação econômica e com perspectivas de expansão na geração de riquezas, a preocupação do Fundo Monetário Internacional agora é com o crescimento do País em bases sustentáveis na atual conjuntura mundial. Para o diretor para o hemisfério Ocidental da entidade, Nicolas Eyzaguirre, o governo brasileiro deve evitar o superaquecimento da economia em 2011.

“Para tanto, serão necessárias mudanças estruturais na economia a fim de garantir aumento da produtividade no médio prazo. O superaquecimento pode trazer efeitos negativos, entre eles um avanço muito grande do consumo e o consequente déficit em transações correntes ao longo dos próximos anos, comentou Eyzaguirre. O PIB brasileiro está atualmente em torno de 4%, mas a estimativa é que pule para mais de 7% no ano que vem.

Eyzaguirre também destacou que o crescimento exagerado do nível de atividade pode trazer outro problema, que é o risco do surgimento de uma bolha de crédito. Ele, contudo, elogiou a atuação do governo.