Futebol brasileiro em ritmo de Aventura

0
1187

Brazilian Soccer Training Center oferece aulas para meninos e meninas a partir dos 3 anos

COLABORAÇÃO CAROLINE MARQUES

RENATA WOLFE
Futebol brasileiro em ritmo de Aventura

Futebol brasileiro em ritmo de Aventura“Quando me mudei para a Flórida, tinha um sonho: criar uma escolinha de futebol”, lembra o brasileiro João Moraes, ex-jogador de futebol profissional. Hoje, 20 anos mais tarde, o Brazilian Soccer Training Center–criado e gerido por ele–oferece aulas no Highland Oaks Park (20300 NE 24th Ave, em Aventura) para mais de 200 alunos, tem 12 coaches e já se prepara para ocupar seu “próprio land”.

Fundado em 1996, o Brazilian Soccer Training Center oferece programas para meninos e meninas, dos 3 aos 13 anos–há planos para começar categorias para os maiores. No After School Soccer Program, os pequenos aprendem os fundamentos do futebol, se divertem e praticam o esporte as terças e quintas-feiras. Já no Travel Soccer Programs, maiores de 6 anos treinam três dias por semana (segundas, quartas e sextas-feiras) e participam de torneios e campeonatos nos finais de semana. Além disso, há programas específicos para goleiros, aulas particulares, e a opção de contratar o ônibus da escolinha de futebol para buscar a criança na escola e levá-la para o treino.

João, que jogou em diversas equipes no Brasil (como América, Cruzeiro, Uberlândia, Barretos, Amparo, Paranavaí, União Bandeirantes, Catuense e Friburguense) e nos EUA, mudou-se para Aventura (FL) em 1984. Ele conta que, como a maioria dos brasileiros, teve dificuldades no seu começo de vida nos Estados Unidos. A primeira foi o idioma. “Cheguei aqui falando só português. Aos poucos, aprendi espanhol e inglês”, relembra. Nos primórdios, João trabalhou como motorista de caminhão. Isso até 1996, quando, finalmente, inaugurou o Brazilian Soccer Training Center. “Durante o primeiro ano eu dirigia boa parte do dia e depois corria para o Bay Harbor Islands (onde aconteciam as aulas de futebol). Era difícil pela falta de tempo e tráfego intenso. Até que cheguei naquele ponto crítico, no qual tive que escolher. Claro, optei pelo futebol”, relembra João.

Hoje a maior parte dos alunos da Brazilian Soccer Training Center é americana, seguida pelos venezuelanos e latinos de diferentes países. O número de brasileiros ainda é pequeno. É o caso de Brunno Aneas, de 8 anos, que treina há um mês. “Ele já jogava futebol na escola do Brasil. Quando o médico descobriu que ele estava com o colesterol alto, indicou a prática regular de esportes. Por isso, assim que nos mudamos para cá, decidimos matricular ele na escolinha”, contam os pais, Daniel e Thaís Aneas, que se mudaram do Brasil para Aventura há 2 meses e meio.

Serviço
Para mais informações sobre o Brazilian Soccer Training Center, acesse o site www.bstcsoccer.com. E, para os pais que gostariam de matricular seus filhos, uma boa notícia: a primeira aula é gratuita.