Gasolina na Flórida volta a subir após 4 meses de queda ininterrupta

0
1245

A queda no preço do galão de gasolina na Flórida foi estancada. O produto registrou ligeiro aumento de preços no domingo (1) pondo fim a um período de 120 dias de queda ininterrupta no valor do galão de combustível.

A média estadual de preço da gasolina subiu pela primeira vez em quatro meses, aponta levantamento realizado pela AAA.

“O preço da gasolina finalmente se adequou à queda no valor do barril de petróleo”, afirmou o porta-voz da AAA Mark Jenkins. “O valor da gasolina bruta subiu na último semana, resultando em leves aumentos no preço do galão na bomba.”

Na segunda-feira (2), por exemplo, o preço da gasolina comum no condado de Broward custava, em média, $2.18, dois cents mais baixo do que o registrado na semana anterior e $1.21 mais barato do que há um ano. Já no condado de Palm Beach a média no mesmo dia era de $2.26, dois cents mais baixo do que o registrado na semana anterior e $1.19 mais barato do que há um ano.

Preços em alguns postos na área já começaram a ser reajustados, apesar de alguns locais ainda venderam o galão a $2.01 na segunda-feira, de acordo com o site gasbuddy.com, que monitora preços de combustível.

Greve e aumento na primavera
Uma greve realizada por trabalhadores de plataformas de petróleo responsáveis por 10% da capacidade de refinamento dos Estados Unidos poderia aumentar ainda mais os preços nos próximos dias, alertam analistas.

A associação United Steelworkers, que representa funcionários de mais de 200 refinarias, terminais e usinas no país, resolveu parar suas atividades em vários locais no domingo após desentendimentos com empresas acerca do salário pago à categoria.

“Se a greve se alongar, pode ser determinante no aumento do preço do petróleo”, diz o analista de mercado David Lennox.

Mesmo sem a greve, no entanto, os preços da gasolina devem subir nas próximas semanas. Normalmente o produto tem alta em seu preço, na ordem de 30 cents a 50 cents por galão, no início da primavera, quando refinarias iniciam manutenções rotineiras para adaptar seus equipamentos à produção que terão no verão. Preço que volta a cair normalmente no outono, informa a AAA.

“Há uma chance de que os preços não subam tanto neste ano como subiram no passado, já que o valor do petróleo vem caindo em âmbito mundial. Mas mesmo que subam, a gasolina deve permanecer abaixo dos $3 em 2015”, afirma Jenkins, da AAA.