Governador da Flórida em missão de negócios em SP

0
745

AcheiUSA conta com um enviado especial nesta comitiva de Rick Scott ao Brasil

Por Dr. Joel Stewart

Nesta primeira coluna no jornal AcheiUSA, tenho a honra de anunciar que vou participar da equipe de missão de negócios do governador da Flórida, Rick Scott, que irá junto com um grupo de quase 200 empresários e profissionais da Flórida para São Paulo como o objetivo de participar da feira “Team Florida Business Expo & Trade Mission, entre os dias 23 e 27 de outubro. Quase 200 companias e pessoas físicas integrarão esta caravana.

A missão comercial recebeu apoio das agências Enterprise Florida(órgão governamental do Estado da Flórida) e “eacon Council, órgão da cidade de Miami, que promovem comércio entre Miami e outros países.

O destino em São Paulo será o hotel Grand Hyatt na avenida das Nações Unidas, onde o grupo de americanos será assessorado pela Embaixada dos EUA, pelo Governo do Estado de São Paulo, pelo Governo Federal do Brasil, pela Câmara de Comércio Americana de São Paulo e pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP).

Embora o governador Rick Scott queira atrair investimentos para a Flórida, o objetivo da missão é o de promover contatos comerciais entre Flórida e Brasil que beneficiem os dois países. Segundo o governador Rick Scott, o Brasil é o parceiro mais importante da Flórida, com as exportações da Flórida para o Brasil ultrapassando 13.7 bilhões de dólares no ano passado. Além disso, a economia do Brasil deve ser muito importante nos próximos anos. A agência da Flórida, ‘Enterprise Florida’, organiza a missão de alto nível e exposição de produtos e serviços da Flórida como parte da estratégia para aumento do comércio da Flórida em todas as partes do mundo.

O serviço comercial do governo federal dos EUA participará com uma recepção e entrevistas pessoais com empresários da Flórida. Este serviço (US Commercial Service in São Paulo) facilitará o lançamento de produtos e serviços dos Estados Unidos em Belo Horizonte, Brasília, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo.

Segunda-feira, no dia 24, a Embaixada dos EUA terá um café da manhã para todos os participantes, juntamente com a apresentação oficial do governador Rick Scott, e começará a feira comercial no Hotel Grand Hyatt. No dia 25, terça feira, haverá uma recepção com a FIESP e os empresários americanos trocarão informações com os colegas brasileiros. Terça-feira também haverá mais reuniões e palestras. Na quarta-feira, está marcada uma recepção na Câmara de Comércio Americana de São Paulo e reuniões pessoais entre as empresas e os indivíduos.

O governador Rick Scott disse que as melhores oportunidades de comércio com o Brasil abrangem as seguintes áreas: aviação, arquitetura, peças para automóveis, bancos, conservação biológica, materiais de construção, computadores e programas, cosméticos, mídia digital, sistemas elétricos, circuitos integrados, tecnologia, meio ambiente, segurança, sistemas hidráulicos, máquinas industriais, seguros, sistemas de transporte, serviços legais, artigos de luxo, atendimento ao consumidor e marketing, instrumentos médicos, exploração de minas, produtos ópticos, indústria farmacêutica, navegação, telecomunicações, controle térmico, turismo e atacado.

A missão de negócios é um sinal da importância de Brasil como um país integrante do BRIC (Brasil, Rússia, Índia, China) que está concorrendo agora com os países mais desenvolvidos no mundo. Parabéns para Brasil e para seus lideres, Lula, Dilma e outros que contribuíram para a emergência do Brasil. O Consulado do Brasil em Miami está sempre cheio de americanos querendo ir para Brasil, mas ainda é muito mais fácil conseguir um visto para visitar Brasil do que o contrário. Depois de muitos anos com pessoas tentando fixar moradia na Flórida, muitos americanos gostariam de pedir um visto de trabalho ou até residência permanente no Brasil!

O intercâmbio de ideias e comércio entre Flórida e Brasil é significativo não somente no sentido comercial, mas é uma lembrança de que aqui na Flórida os brasileiros são importantíssimos para o bem estar da economia e da política e não deveriam ser marginalizados.
Além de participar da missão, encontrarei com o pessoal do Consulado Americano em São Paulo e com vários advogados brasileiros e representantes governamentais no caminho.

Na próxima coluna, já de São Paulo, informarei sobre o andamento da missão de negócios.