Governo acena com verba para amenizar problemas de foreclosure no Sul da Flórida

0
636

Recursos da ordem 40 milhões de dólares virão para um fundo de emergência de 17 cidades

Pelo menos 17 cidades de Broward e Palm Beach vão receber cerca de 40 milhões de dólares de ajuda federal para lidar com os problemas causados pelo alto índice de foreclosures na região. Os recursos serão viabilizados pelo Departamento de Moradia e Desenvolvimento Urbano (HUD, na sigla em inglês) americano e serão aplicados pelas prefeituras para comprar, reconstruir ou demolir propriedades que estão em processo de execução de hipoteca, o que desvaloriza a vizinhança.

Ao todo, o governo federal vai disponibilizar perto de um bilhão de dólares para este socorro financeiro e a Flórida foi escolhida como o estado que receberá a maior parte dos recursos – mais de 208 milhões de dólares. “Esse dinheiro é extremamente necessário, pois os problemas decorrentes das execuções de hipoteca parecem insolúveis”, vibrou a deputada Debbie Wasserman Schultz, democrata de Weston.

Segundo Shaun Donovan, secretário do HUD, esclarece que o dinheiro não será entregue nas mãos dos mutuários num primeiro momento, mas serão usados pelos governos locais. No futuro, compradores poderão se valer do fundo como assistência para o pagamento da entrada (down-payment) e das taxas (closing-costs) na compra de imóveis. “Os recursos vão ajudar as cidades a reverter os efeitos causados pelas propriedades em processo de foreclosure”, disse Donovan. O alvo são imóveis abandonados.

Mas os proprietários em dificuldades podem esperar mais ações do governo. De acordo com representantes do HUD, as autoridades federais estão estudando a aprovação de um programa de socorro emergencial no montante de um bilhão de dólares para empréstimos a pessoas físicas. Isso possibilitará aos mutuários um alívio por cerca de seis meses, especialmente àqueles que tiveram redução na renda familiar ou perda de emprego. As regras para se beneficiar deste programa serão anunciadas em breve.

Mas a ajuda, na opinião de alguns, não é suficiente. “Só vai melhorar o mercado quando os empregos voltarem”, afirmou Roy Oppenheim, um advogado especializado em processos de foreclosure. Mesmo assim, não custa lembrar que um programa anterior do governo disponibilizou verbas federais para a Flórida e suas cidades, o que acabou sanando alguns problemas. Só em Broward, segundo o prefeito Ken Keechl, 140 propriedades em foreclosure foram reformadas.