Haja obra!

0
677

Câmara vai gastar 150 milhões de reais para reformar apartamentos funcionais

A Mesa Diretora da Câmara decidiu colocar em prática o projeto de reforma dos apartamentos funcionais dos seus parlamentares, no valor total de 150 milhões de reais. O custo alto das obras, porém, vai compensar: a ideia é acabar com o auxílio-moradia, o que representaria uma economia 13 milhões de reais por ano, já que 44% dos deputados atuais não moram nos apartamentos funcionais e recebem o auxílio-moradia de três mil reais por mês. A reforma nos apartamentos deve durar dois anos e deixará a Casa com 528 apartamentos (de quatro e dois quartos) disponíveis para os 513 parlamentares.

Outras decisões tomadas pela Mesa da Câmara dizem respeito aos altos custos com passagens aéreas, verbas indenizatórias e até gastos com alimentação. Todas as contas serão fiscalizadas com mais rigor para evitar novos escândalos, como os que derrubaram o deputado Edmar Moreira (sem partido-MG), que é dono de um castelo e usava a verba indenizatória de forma irregular.

Apesar disso, segundo o 1º secretário da Câmara, Rafael Guerra (PSDB-MG), houve muita reclamação por parte dos deputados, sob a alegação que precisam da verba nas viagens a seus estados. Mesmo assim, só 48 dos parlamentares divulgaram suas contas na Internet, no site da Câmara.