Homem entra em favela do Rio por engano e morre baleado

0
909

Alpinista Ulisses da Costa Cancela tinha ido a uma festa no Rio e voltava para Petrópolis quando teve o carro alvejado

Alpinista Ulisses da Costa Cancela

DA REDAÇÃO (com UOL) – O alpinista industrial Ulisses da Costa Cancela, 36, morreu após ser baleado no sábado (9) ao entrar por engano em uma comunidade de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

Ele tinha ido a uma festa no Rio e voltava para Petrópolis, cidade da região serrana onde morava, quando errou o caminho ao fazer um retorno na BR-040 e foi parar dentro da favela Vila Sapê, em Imbariê.

Criminosos efetuaram disparos contra o veículo. Ao perceber os tiros, ele teria pedido aos demais que se abaixassem, pois tentaria sair de ré da favela. Antes que pudesse escapar, foi atingido na cabeça e, ao perder o controle da direção, bateu com o carro em um muro. Cancela foi socorrido por pessoas que estavam no local e levado para um posto de saúde da região.

A mulher dele e outras duas pessoas, que também estavam no carro, não se feriram.

Cancela foi transferido para o Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, em Duque de Caxias, mas morreu por volta das 11h do domingo (10).

O caso está sendo investigado pela Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense. O delegado titular, Fábio Cardoso, informou que está ouvindo as testemunhas que presenciaram o crime.

Mulher em estado de choque
Cancela trabalhava havia dois anos como caldeireiro escalador em uma empresa de operação e manutenção de óleo e gás que presta serviço para a Petrobras. Ele estava casado havia dez anos. De acordo com parentes, a mulher do alpinista permanece em estado de choque.

Nas redes sociais, amigos do alpinista lamentaram a morte da vítima. “Esse era mais que um amigo. Um grande irmão”, escreveu um colega.