Howard pede aos EUA que acusem formalmente australiano

0
750

David Hicks é suspeito de cooperar com guerrilheiros talebans e está detido desde 2002 na base americana de Guantánamo, em Cuba

O primeiro-ministro australiano, John Howard, pediu formalmente aos EUA que nas próximas semanas apresente acusações contra David Hicks, detido desde 2002 na base americana de Guantánamo, em Cuba, sob suspeita de terrorismo.

Howard anunciou nesta terça-feira que fez o pedido a Washington após conversar com o ministro de Relações Exteriores, Alexander Downer, e com o procurador-geral, Philip Ruddock.

“Estamos insatisfeitos com tanta demora. Hicks já havia sido acusado, mas a acusação foi retirada a pedido meu e do ministro de Exteriores”, disse Howard.

Hicks foi capturado no Afeganistão em 2001, onde tinha se convertido ao islamismo. Supostamente, ele lutou com os guerrilheiros talebans contra as forças lideradas pelos EUA que invadiram o país naquele ano.

O australiano foi acusado de conspiração em crimes de guerra, tentativa de assassinato e ajuda ao inimigo. Mas o governo dos EUA teve que retirar as acusações depois de a Corte Suprema declarar ilegal o seu julgamento por uma comissão militar.