ICE libera pai de ‘Baby Brian’

0
887

Brasileiro estava preso desde dezembro. Filho foi sequestrado em Fort Myers em 2006

O brasileiro Jurandir Gomes Costa – pai do bebê Bryan dos Santos, que foi sequestrado em 2006 na cidade de Fort Myers (FL) num caso ainda não esclarecido – já está em liberdade. Preso desde dezembro de 2009, ao ser detido por excesso de velocidade e ter uma pendência imigratória, ele foi liberado pelo ICE na semana passada, por questões humanitárias, depois que apelou a um juiz de imigração para não ser deportado, pelo menos até que o filho seja encontrado.
Segundo um comunicado do ICE, a decisão foi tomada após uma cuidadosa análise do caso de Jurandir, que já está de volta à casa e ao convívio da família – a esposa, Maria de Fátima, e os filhos, Kimberly (2 anos) e Christian (seis meses). Ele, no entanto, está sob supervisão das autoridades, o que significa que deve ficar com a tornozeleira eletrônica com GPS 24 horas por dia. Estes casos de liberação durante o processo de deportação só acontecem em situações estraordinárias e quando o detento não oferece risco à sociedade
“Não tenho palavras para descrever minha gratidão pelo que Deus tem feito na minha vida. É uma benção estar aqui de novo com a minha família”, disse o brasileiro, que ficou estes seis meses detido no Broward Transitional Center, em Pompano Beach. O casal está aplicando para o visto U, que beneficia vítimas de crimes violentos e concede a permanência temporária no país por até quatro anos.
‘Baby Bryan’ foi sequestrado no dia 1º de dezembro, quando tinha apenas um mês de vida. A polícia ainda não concluiu o caso, mas as investigações apontaram que o crime pode ter ligação com a dívida dos brasileiros com o esquema de entrada ilegal nos EUA pelo México. “Eu jamais vou perder a esperança de, um dia, encontrar meu filho”, finalizou Jurandir.