Imigração em Dia – As dúvidas dos leitores

0
710

Essa semana, o advogado Ludo Gardini, com escritório no Pompano City Centre, telefone (305) 514-0707, responde às perguntas sobre imigração.

Se eu conseguir um empregador na área de dairy farm aí nos EUA (eu e meu marido somos administradores de uma dairy farm na Nova Zelândia e temos qualificações na área), com uma oferta de trabalho conseguiríamos o work permit com chances de residência mais tarde?
Sim, sem dúvida. Isso poderia ser feito, dependendo de como for feito o processo de imigração, poderá levar um certo tempo para se obter o visto inicial. Então é sempre bom planejar com antecedência.

Meu marido foi casado aqui nos EUA e a ex dele resolveu registrar o casamento no Brasil para mudar o nome dela. Eles se divorciaram há sete anos. Ela já se casou e mudou de nome, mas não está claro se ela fez o divórcio lá no Brasil também. Nós fizemos o casamento no civil aqui nos EUA, ano passado, e estamos agora para casar no Brasil, no civil e religioso. Minha preocupação é com meu marido ser acusado de bígamo e deste divórcio não existir no Brasil.
A preocupação é correta. Temos algumas possibilidades nesta situação. O Brasil não reconhece o casamento e o divórcio feito nos EUA a menos que a pessoa os registre no Consulado. Se o divórcio foi feito nos EUA, então terá que ser validado no Brasil via registro de consulado, caso contrário, para a lei brasileira o casal ainda estará casado no Brasil.

O meu caso é que eu já estou no Brasil há 3 anos e minha filha é filha de um americano, o qual ainda é meu marido legalmente. Eu fui punida a ficar por 10 anos sem poder pedir nenhum tipo de visto por ter ficado 365 dias além do permitido. Como poderíamos agilizar um procedimento rápido para mim, com a lei do perdão?
Existe um procedimento, mas a dificuldade vai ser o “procedimento rápido”. Um processo como o seu pode levar de 18 a 24 meses para ser completado.
Para isso dar certo, você e o seu marido ainda têm que tentar viver como um casal. O perdão terá que ser baseado no seu marido, o qual terá que provar que está passando por dificuldades extremas sem você.

Estou nos EUA há 16 anos e perdi a apelação num caso de imigração. Não fui embora e aqui estou. Minha filha vai ser cidadã em 2015. Já posso entrar com pedido de perdão? O que me aconselha a fazer, uma vez que disse ao juiz que não iria sair voluntariamente? Isso foi em 2009 e 2010. 
Seu caso será extremamente complicado e difícil, mas não impossível. No seu caso não existe pedido de perdão. O caso teria que ser reaberto e a ordem de deportação cancelada. Meu conselho é para você procurar um advogado o mais rápido possível e levar a cópia de todo o processo para ser analisado por ele.

Eu moro nos EUA há 10 anos. Entrei no país via México. Não fui pego pelo serviço de imigração ao entrar aqui. Estou me casando em poucos meses. Ela é cidadã americana. Tenho um filho nascido aqui do meu primeiro relacionamento que hoje mora no Brasil com a mãe. Gostaria de saber minhas chances de me tornar legal aqui no país.
Sim, há chances. O processo tem que ser feito em duas fases: o pedido do green card e o pedido do perdão, que são feitos juntos. Caso o perdão seja aprovado, o seu retorno para o Brasil será obrigatório. A boa notícia é que será já com tudo perdoado, e praticamente o risco de não retornar ao EUA é menor que 1%. Caso não haja nenhuma fraude nas aplicações ou problemas criminais pendentes no Brasil. O tempo para completar tudo isso é de 18 meses, e o tempo de Brasil é em torno de 20 dias.


Clique aqui e envie sua dúvida de imigração