Imigrante marroquino assume prefeitura de Roterdã

0
616

Feito pode ser comparado à eleição de Barack Obama nos Estados Unidos

Um imigrante marroquino tomou posse hoje como prefeito de Roterdã, segunda maior cidade da Holanda. O passo é considerado significativo para a integração de minorias no país. Ahmed Aboutaleb, que possui dupla cidadania, é o primeiro imigrante nascido no Marrocos a ser eleito prefeito na Holanda, um dos membros da União Europeia. Há quem compare sua conquista à eleição de Barack Obama à presidência dos Estados Unidos.

“O significado da vitória de Aboutaleb é grande. Isso prova que não há teto de vidro para imigrantes na Holanda”, afirmou Jan Franssen, representante da rainha na província de Holanda do Sul. Ao aceitar a nova função, Aboutaleb sinalizou imediatamente que irá trabalhar para lidar com as tensões entre a população cristã historicamente branca e a crescente comunidade imigrante islâmica. “Muitas pessoas se sentem inseguras em um mundo em que tudo está mudando”, disse Aboutaleb. “Não há mais empregos. O dinheiro pode evaporar, igrejas podem desaparecer e mesquitas aparecer”, disse ele. “Não devemos dar atenção a esses sentimentos de medo e insegurança. Eu certamente não farei isso.”

Histórico

Aboutaleb, um ex-jornalista de 47 anos, deixou o cargo de vice-ministro de Assuntos Sociais no governo do primeiro-ministro Jan Peter Balkenend para assumir a prefeitura. Roterdã tem 585 mil habitantes e conta com a maior proporção de imigrantes entre as grandes cidades holandesas. Antes de integrar o governo nacional em 2007, Aboutaleb foi conselheiro municipal em Amsterdã, onde se destacou no turbulento período que se seguiu ao brutal assassinato do cineasta Theo van Gogh em 2004 por um extremista islâmico. Em meio ao aumento das tensões e da raiva em relação ao crescente número de imigrantes marroquinos e turcos, Aboutaleb deu-lhes uma séria mensagem, afirmando que deveriam se integrar ou então deixar o país.