Imigrantes processam empresas que atuam no aeroporto de Chicago

0
1179

Segundo ação, indocumentados foram explorados e enganados durante processo de seleção

Um grupo de imigrantes entrou na justiça em função de irregularidades trabalhistas sofridas durante o período em que foram contratados como funcionários temporários nos Estados Unidos. A ação aponta como réus da causa uma agência de recursos humanos e várias empresas que usam este tipo de serviço, entre elas a United Cargo, Air Italia e Gate Gourment, todas operando no Aeroporto Internacional de O’Hare, em Chicago. Os indocumentados acusam a Ideal Staffing Inc. de fornecer documentação falsa e alegam que na época em que trabalharam foram lesados no pagamento de salários e horas extras.

Muitos dos imigrantes, porém, já voltaram para os seus países: eles foram detidos em 7 de novembro do ano passado em uma operação dos agentes do ICE e muitos sequer aguardaram a audiência na Corte. Eles estão sendo representados pelos advogados da firma Working Hand Clinic, já que as partes acusadas não concordaram em negociar um valor para conciliação.

As empresas contratavam seus funcionários terceirizados através da Ideal Staffing e, com isso, obtinham descontos enormes nas despesas trabalhistas. Além disso, não pagaram as horas extras cumpridas. “Eles eram escravos brancos”, afirmou Jed Untereker, um dos advogados que representa os trabajadores. Ele confirmou ainda que a demanda não tem relação com a investigação criminal conduzida pelas autoridades federais quanto à situação dos autores da ação. “O status imigratório não é relevante em matéria de direitos trabalhistas”, garantiu o advogado.