Impasse na questão do corte de impostos nos EUA

0
593

Senado aprova proposta, mas Câmara pode rejeitar prorrogação do benefício

Depois de muita polêmica, o acordo acertado entre o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e os republicanos surtiu efeito. O Senado decidiu prorrogar o corte de impostos, medida colocada em prática ainda no antigo governo. A proposta foi aprovada por 81 votos a 19 e seguiu para a Câmara dos Representantes, onde os democratas ainda tentam barrar o projeto.

A definição deve sair até o início da semana que vem. Muitos deputados da situação criticaram o acordo feito entre Obama e a liderança republicana, que prorroga por dois anos as reduções de impostos para os mais ricos, e não somente para a classe média. O projeto também reduz o imposto de renda para os trabalhadores assalariados e prorroga os benefícios do auxílio-desemprego por um ano.
Antes da votação final no Senado, os democratas conseguiram que fosse rejeitada uma moção dos republicanos mais conservadores para que todas as reduções temporárias de impostos fossem tornadas permanentes. Também não passou uma iniciativa dos democratas mais liberais para que as reduções de impostos para os mais ricos não fossem prorrogadas.