Indiana abandona defesa legal de parte de sua lei imigratória

0
575

O governo de Indiana abandonará a defesa legal da maioria das partes em disputa da nova lei de imigração do estado, por terem sido anuladas com a decisão da Suprema Corte dos Estados Unidos de revogar partes similares da lei do Arizona, anunciou o procurador estadual.

O estado disse em um tribunal federal em Indianápolis que recomendará à juíza Sarah Evans Barker anular a maioria das partes da lei de Indiana que permitem à polícia efetuar prisões sem ordem judicial com base em certos documentos de imigração, como os chamados alertas de ação.

O estado pretende preservar sua faculdade de deter imigrantes para aqueles que tenham recebido uma orden de detenção de 48 horas, mesmo que as autoridades federais de imigração tenham dito que isto sólo se aplica àquelas pessoas que já estão sob custódia.
Ken Falk, diretor jurídico em Indiana da Associação Nacional para a Defesa dos Direitos Civis, que impugnou a lei de Indiana em conjunto com o Centro Nacional para a Lei de Imigração, assinalou que a decisão implica que a polícia já não pode prender imigrantes nas ruas ou durante detenções de veículos, a menos que tenham a respectiva ordem.