Internacional está com a mão na taça

0
556

Vitória sobre o Chivas coloca os gaúchos em excelente situação

Não seria exagero dizer que os torcedores do Internacional já podem encomendar a faixa de campeão da Libertadores da América 2010. Isso porque o time de Celso Roth deu um passo gigantesco para a conquista do bicampeonato da competição mais importante do continente, com a vitória de virada sobre o Chivas do México. O jogo em Guadalajara terminou 2 a 1 no dia 18 de agosto, no Beira-Rio, o Colorado garante o título com um empate.

O gramado sintético, que era uma preocupação para os gaúchos, não prejudicou o toque de bola e a maior categoria brasileira. O Inter dominou o jogo inteiro e só sofreu um gol, nos acréscimos do primeiro tempo, por pura falta de atenção da defesa e do goleiro Renan e por um daqueles caprichos dos deuses do futebol, que gostam de dar emoção às partidas. No segundo, prevaleceu a superioridade colorada e o resultado foi justo, com gols de Giuliano e Bolivar.

Nem o mais pessimista torcedor imagina uma reviravolta na segunda partida, mas os times brasileiros têm amargado derrotas nas finais da Libertadores nos últimos três anos – Grêmio (2007), Fluminense (2008) e Cruzeiro (2009). Último brasileiro campeão da Libertadores, em 2006, o Inter está muito perto de repetir o feito. Independente do resultado da próxima quarta-feira, o clube gaúcho já tem o que comemorar: já está automaticamente classificado para o Mundial de Clubes da Fifa.