Interpol prende brasileiro suspeito de integrar grupo terrorista

0
795

Um brasileiro de 18 anos, nascido em Goiás, foi preso pela Interpol na Bulgária no dia 15 por suspeitas de ser integrante da facção radical ISIS. No sábado (20), o Itamaraty afirmou que presta assistência consular ao rapaz. Segundo o órgão, o jovem convertido ao islamismo já começou a receber visitas consulares.

A identidade do brasileiro é mantida sob sigilo “por respeito à privacidade de cidadãos brasileiros no exterior”, segundo a assessoria do Itamaraty. Funcionários da Agência de Segurança Nacional da Bulgária, no entanto, identificaram o jovem pelas iniciais K.L.R.G.

Ele é da cidade de Formosa, em Goiás. Foi detido quando viajava da Catalunha, na Espanha, onde morava, em direção à Síria, para lutar com o grupo extremista no país. Responderá processo na Justiça espanhola por terrorismo.

A Secretaria de Assuntos Internacionais de Goiás afirma ao jornal Folha de S.Paulo que tentou encontrar a família do jovem preso para oferecer apoio e acompanhar o caso. No entanto, também não teve acesso à identidade dele e até o momento não conseguiu fazer nenhum contato.

“Esbarramos no fato de as autoridades da Bulgária tratarem o caso como terrorismo nacional e, portanto, há o máximo de sigilo no caso”, disse o secretário-chefe de Assuntos Internacionais de Goiás, Isanulfo Cordeiro. “Queremos ajudar a família”, completou.

Em Formosa, a rádio 92 FM faz uma campanha para encontrar familiares ou amigos do jovem preso na Bulgária. Por enquanto, ninguém apareceu para se apresentar como parente de K.L.R.G. ou para dar alguma informação que ajude a localizá-los.

“Já fui a três endereços `de pessoas da cidade com parentes morando na Espanha` e não procedia”, conta o radialista Júnior Cesar, do programa “Cidade Livre”.

Nas redes sociais, moradores de Formosa comentam o caso e também tentam descobrir a identidade do suposto terrorista.

De acordo com as investigações, o jovem se converteu ao islamismo na Catalunha e teve a conta de e-mail interceptada por ordem judicial após fazer contato com a facção radical. Ele era rastreado desde junho.